• Boeing e ANA HOLDINGS confirmam pedido de 737 MAX, com seleção do 777-8F para a futura frota

    • Maior companhia aérea do Japão finalizou o pedido de aeronaves 737 MAX, com baixo consumo de combustível para apoiar seu crescimento sustentável.
    • A ANA também está expandindo sua frota de cargueiros 777-8F, que possuem capacidade e eficiência inigualáveis.

    FARNBOROUGH, Reino Unido,  19 de julho de 2022 - A Boeing e a ANA HOLDINGS, empresa controladora da All Nippon Airways (ANA), formalizaram um pedido de 20 aeronaves 737-8, com 10 opções além da seleção do novo cargueiro 777-8 durante cerimônia de assinatura de acordo no Farnborough International Airshow. A ANA é o primeiro cliente do 737 MAX no Japão e a primeira transportadora da Ásia a escolher o cargueiro 777-8.

    “Temos o prazer de estabelecer essa parceria com a Boeing para inserir, em nossa frota de classe mundial, novos aviões que estão alinhados ao nosso compromisso com a aviação sustentável”, disse Koji Shibata, presidente e CEO da ANA HOLDINGS. "A eficiência, confiabilidade e capacidade de alcance do 737 MAX o tornam um avião ideal para renovar nossa frota de fuselagem estreita e fornecer o mais alto nível de conforto a bordo aos nossos passageiros. Além disso, os cargueiros 777-8 aumentarão a flexibilidade e a eficiência da nossa rede de carga aérea. Os 737 e 777 têm sido importantes na frota da ANA e esperamos continuar nossa parceria com a Boeing com as novas aeronaves.”

    “Este é um grande marco para a ANA e a Boeing, pois a companhia aérea selecionou o 737-8 e o cargueiro 777-8 para fortalecer ainda mais suas operações de passageiros e carga”, disse Stan Deal, presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes. “A ANA se mantém na vanguarda da aviação comercial, investindo de forma consistente nas tecnologias de aviação mais recentes, proporcionando aos seus passageiros uma experiência de voo inigualável e opções mais sustentáveis para viajar e entregar mercadorias em todo o mundo.”

    Com recursos em comum e eficiência aprimorada, o 737-8 permitirá que a ANA otimize sua frota em todas as suas operações, reduzindo o uso de combustível e as emissões de carbono em 20% e o ruído em 50% em comparação com as aeronaves anteriores. A família 737 MAX possui os mais recentes motores CFM International LEAP-1B, winglets de tecnologia avançada e outras melhorias aerodinâmicas para aumentar o desempenho e reduzir os custos operacionais. Mais de 40 companhias aéreas em todo o mundo estão operando o 737 MAX, que fez mais de 680 mil voos comerciais, totalizando quase 1,7 milhão de horas de voo desde o final de 2020.

    A ANA também mudou dois pedidos de aeronave de passageiros 777-9 para o cargueiro 777-8. Com o novo cargueiro, a ANA será capaz de transportar até 10 toneladas a mais de carga útil e voar mais longe do que o cargueiro 777, com pelo menos 10% de melhoria na eficiência de combustível, emissões e custos operacionais por tonelada. Com a maior asa composta do mundo e motores mais eficientes, o novo cargueiro 777-8 é ideal para operadoras comprometidas com um futuro mais sustentável e lucrativo. O cargueiro 777-8 fará interlinha perfeitamente com a atual frota de cargueiros 777 da ANA, usando os mesmos contêineres e paletes.

    Com sede em Tóquio, a ANA foi a operadora de lançamento global do 787 Dreamliner e o cliente de lançamento da família 777X. A companhia aérea opera atualmente mais de 170 aeronaves Boeing, incluindo dois cargueiros 777, 39 aeronaves 737 e a maior frota de aviões 787 do mundo, composta por 77 Dreamliners, incluindo todos os três submodelos. Este pedido expandirá a carteira de pedidos da ANA para 61 aviões Boeing, incluindo 737 MAX, 787 e 777X.