A Família 747-8 da Boeing

O 747-8 Intercontinental e o 747-8 Freighter são as novas aeronaves de alta capacidade da Boeing, que oferecem às companhias aéreas os menores custos operacionais e as maiores vantagens econômicas entre todas as aeronaves de passageiros e de cargas de sua classe - oferecendo ainda um melhor desempenho ambiental.

Essa recente família de aviões 747 atende à demanda das companhias aéreas por uma aeronave voltada ao mercado de 400 a 500 assentos, situado entre os aviões Airbus A-380 e o Boeing 777-300ER, e por um cargueiro que mantenha a liderança da família 747 Freighter no mercado mundial de transporte de cargas.

A Boeing analisou a viabilidade de mercado do novo 747 por algum tempo, trabalhando com as empresas aéreas para chegar as suas especificações de um 747 maior, de maneira a manter a lucratividade das frotas atuais de 747. Trabalhando em conjunto com seus clientes e adotando as recentes e inovadoras tecnologias do 787 Dreamliner, a Boeing criou a família 747-8. De fato, o nome 747-8 foi escolhido para mostrar a ligação tecnológica entre o 787 e o novo 747. O programa 747-8 foi lançado em 14 de novembro de 2005, com pedidos firmes para 18 aeronaves 747-8F (versão cargueiro): 10 para a Cargolux de Luxemburgo e 8 para a Nippon Cargo Airlines do Japão.

Tanto a versão para passageiros como a versão para cargas do 747-8 ajudam as operadoras a aumentar a sua lucratividade. O novo 747-8 Intercontinental tem 66 assentos adicionais que acomodam 410 passageiros na configuração típica de três classes e oferece um volume de carga 15% maior. A aeronave também traz um interior totalmente renovado, inspirado do 787 Dreamliner, e uma escada reconfigurada.

A Boeing entregou o primeiro 747-8 Intercontinental para um cliente não revelado da Boeing Aviação Executiva em 28 de fevereiro de 2012. A Lufthansa foi a primeira companhia aérea a receber o 747-8 Intercontinental em 25 de abril de 2012.

O 747-8 Freighter não tem concorrentes. O primeiro foi entregue ao primeiro cliente, a Cargolux, no dia 12 de outubro de 2011. Com capacidade estrutural máxima para cargas de 137,7 toneladas métricas (137,750 kg) ou 151,8 toneladas (303,700 libras), incluindo o peso de tara, o 747-8F (versão cargueiro) oferece 16% a mais de receita em volume de carga do que o 747-400F. Os 120 m³ extras de volume significam que a aeronave consegue acomodar quatro pallets de carga no deck principal e três pallets no deck inferior.

O 747-8 Freighter tem alcance de 7.600 km (4.100 milhas náuticas), permitindo às operadoras escolher entre transportar mais carga - até 24 toneladas métricas (26 toneladas) a mais - ou voar até 1.850 km (1.000 milhas náuticas) em mercados com menor demanda por maiores volumes de carga. A aeronave herdou a lendária eficiência de sua antecessora, com custos de viagem praticamente equivalentes e custos da tonelagem por milha menores do que os do 747-400 F (versão cargueiro).

As duas versões da aeronave – para passageiros e para carga – representam uma nova referência em economia de combustível e redução de ruído, de forma que as companhias aéreas possam reduzir custos com combustível e voarem para mais aeroportos mais vezes por dia. O 747-8 Intercontinental oferece uma melhoria de dois dígitos no consumo de combustível em comparação ao 747-400 e produz 30% menos ruído com padrão QC2 para decolagens e QC1 para pousos. O 747-8 foi desenvolvido para operar com segurança em qualquer aeroporto que já ofereça os serviços do 747-400. O 747-8 utiliza a capacidade atual dos 747-400 de voar para a maioria dos aeroportos do mundo, requerendo o mesmo tipo de qualificação de pilotos, serviços e equipamentos de suporte em terra. Com alcance de 14.310 km (7.730 milhas náuticas), o 747-8 Intercontinental pode realizar conexões entre, praticamente, qualquer par de cidades do mundo.

O 747-8 tem o tamanho ideal para o mercado de aeronaves de grande porte, reduzindo o risco para as companhias aéreas que operam num ambiente altamente instável.

Características técnicas
  747-8 Freighter 747-8 Intercontinental
Passageiros
(configuração com três classes)
N/A 410
Carga Capacidade total de carga 857,7 m³; capacidade total no deck principal 692,7 m³; com 34 pallets (2,4m x 3,2m), dos quais 27 são unidades com 3m de altura; capacidade total do deck inferior 165 m³; com 12 pallets (2,4m x 3,2m), 2 contêineres LD-1 e capacidade de armazenamento de 14 m³ Capacidade total de carga 176,3 m³, o que inclui 7 pallets e 16 contêineres LD-1, mais espaço de armazenamento de 14,7 m³; volume de carga rentável 115,9m³.
Motores:
Empuxo máximo
GEnx-2B67
296 kn
GEnx-2B67
296 kn
Capacidade máxima de combustível 226.118 litros 238.610 litros
Peso máximo de decolagem 447.700 kg 447.700 kg
Alcance máximo 7.6000 km (4.100 milhas náuticas) 14.310 km (7.730 milhas náuticas) Pares comuns de cidades:
Nova York - Hong Kong
Los Angeles - Mumbai
Londres – Cingapura
Velocidade de cruzeiro
a 35.000 pés  
Mach 0,85 Mach 0,86
Dimensões básicas
Envergadura:
Comprimento
Comprimento da cauda
Largura interior da cabine
Diâmetro

68,4 m
76,3 m
19,4 m
6,1 m
649 cm

Igual
Igual
Igual
Igual