• Boeing Retoma Produção do 737 MAX

    Novas iniciativas na fábrica aprimoraram o sistema de produção

    RENTON, Wash.,  27 de maio de 2020 - A Boeing retomou a produção do 737 MAX na fábrica de Renton, no Estado de Washington. À medida que foi implementada uma série de iniciativas para melhorar a segurança do local de trabalho e a qualidade do produto, o programa 737 começou a construir aviões, mas com uma taxa reduzida.

    "Estamos em uma jornada contínua para melhorar nosso sistema de produção e torná-lo ainda mais forte", disse Walt Odisho, vice-presidente e gerente geral do programa 737. "Essas iniciativas são o próximo passo na criação do ambiente ideal de construção para o 737 MAX".

    Durante a suspensão temporária da produção, iniciada em janeiro, mecânicos e engenheiros trabalharam de forma colaborativa para ajustar e padronizar os procedimentos de trabalho em cada posição da fábrica. Novos processos de montagem também garantirão que os colaboradores tenham tudo o que precisam ao seu alcance para construir o avião.

    "As medidas que adotamos na fábrica ajudarão a prosseguir com nossa meta de 100% de qualidade para nossos clientes, além de apoiar nosso compromisso contínuo com a segurança no local de trabalho", disse Scott Stocker, vice-presidente de Fabricação do 737.

    A produção será inicialmente limitada a uma das três linhas comerciais na fábrica da Renton. Uma segunda linha será reativada no próximo ano, à medida que o programa aumenta lentamente a produção, eventualmente atingindo a taxa de 31 aviões por mês em 2021.