• Declaração do CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, sobre a investigação do acidente com o voo 302 da Ethiopian Airlines

    17 de março de 2019 - O CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, deu a seguinte declaração a respeito do relatório do Ministro dos Transportes da Etiópia, Dagmawit Moges:

    Em primeiro lugar, manifestamos nossas mais profundas condolências às famílias e entes queridos daqueles a bordo do voo 302 da Ethiopian Airlines.

    A Boeing continua apoiando a investigação e está trabalhando com as autoridades para avaliar as novas informações que estão sendo disponibilizadas. A segurança é a nossa maior prioridade à medida que projetamos, construímos e fazemos a manutenção de nossos aviões. Temos como padrão após qualquer acidente, examinamos o projeto e a operação de nossas aeronaves e, quando apropriado, instituímos atualizações de produtos para melhorar ainda mais a segurança. Enquanto os investigadores continuam trabalhando para chegar a conclusões definitivas, a Boeing está finalizando o desenvolvimento de uma atualização de software e revisando o treinamento de pilotos que abordará o comportamento das leis de controle de voo do Sistema de Aumento das Características de Manobra (MCAS) em resposta a entradas errôneas de sensores. Também continuamos a fornecer assistência técnica a pedido e sob direção do Conselho Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB), entidade americana que está trabalhando com os investigadores Etíopes.

    De acordo com o protocolo internacional, todas as solicitações sobre o andamento das investigações do acidente devem ser direcionadas às autoridades investigativas.