• Boeing prevê US$ 8,7 trilhões para o mercado aeroespacial e de defesa até 2028

    • Demanda crescente esperada em todos os mercados- comercial, defesa, espaço e serviços
    • Previsão de 20 anos projeta um mercado comercial de US$ 16 trilhões, impulsionado pela crescente demanda por 44.040 novos jatos e serviços correspondentes
    • América Latina segue com perspectives relevantes para o mercado, movimentando cerca de US$ 500 bilhões

    LE BOURGET, França,  17 de junho de 2019 - Um setor sólido de aviação comercial, orçamentos defesa estáveis e a necessidade de atender a todas as plataformas durante todo o seu ciclo de vida estão impulsionando um mercado aeroespacial e de defesa crescente, de acordo com o Boeing Market Outlook. Lançada hoje no Paris Air Show, a previsão avalia o mercado aeroespacial e de defesa em US$ 8,7 trilhões ao longo da próxima década, frente aos US$ 8,1 trilhões do ano anterior.

    O Boeing Market Outlook (BMO) inclui uma demanda projetada de US$ 3,1 trilhões para aviões comerciais até 2028, com as operadoras substituindo jatos antigos por modelos mais eficientes e com menor consumo de combustível e expandindo suas frotas para acomodar o aumento constante de viagens aéreas tanto em mercados emergentes como nos já estabelecidos.

    O BMO também prevê demanda de US$ 2,5 trilhões para os mercados de defesa e espaço durante a próxima década, à medida que os governos modernizam plataformas e sistemas militares, buscam novas tecnologias e competências, e aceleram projetos de  exploração do mar ao espaço. Os gastos projetados - abrangendo aeronaves militares, sistemas autônomos, satélites, veículos espaciais e outros produtos - continuam a ter uma natureza global, com 40% dos gastos esperados vindos de fora dos Estados Unidos.

    Apoiar as plataformas de defesa, espaço e comercial com soluções que abrangem todo o seu ciclo de vida vai estimular um mercado de serviços avaliado em US$ 3,1 trilhões até 2028.

    "A indústria aeroespacial e de defesa continua saudável e e deve crescer a longo prazo, impulsionada por princípios sólidos nos setores comerciais, de defesa e serviços, e uma demanda que é geograficamente diversificada e com mais equilíbrio entre substituição e crescimento", disse o Diretor Financeiro e Vice-Presidente Executivo de Desempenho e Estratégia Empresarial da Boeing, Greg Smith.

    A Boeing também divulgou hoje sua Perspectiva de Mercado Comercial (Commercial Market Outlook- CMO) para 2019, uma previsão de longo prazo que detalha o mercado de aviões e serviços comerciais. O mais novo CMO mostra que o aumento do volume de passageiros e de aeronaves antigas retiradas de circulação  irão impulsionar a necessidade de 44.040 novos jatos, avaliados em US$ 6,8 trilhões nas próximas duas décadas- um aumento de 3% em relação ao ano anterior. A frota de aviões comerciais globais também sustentará a necessidade de serviços de manutenção avaliados em US$ 9,1 trilhões, o que representa um mercado comercial potencial total de US$ 16 trilhões até 2038.

    “Mais uma vez, a aviação comercial mostra-se extremamente resiliente. Apesar de uma contenção recente no crescimento do tráfego de passageiros e carga, todas as indicações sinalizam que a nossa indústria vai manter sua sequência sem precedentes de expansão lucrativa. Na verdade, vemos um mercado mais amplo, mais profundo e mais equilibrado do que observamos no passado”, disse o vice-presidente de Marketing Comercial da Boeing, Randy Tinseth. "Os fundamentos de mercado saudáveis irão estimular uma duplicação da frota comercial nas próximas duas décadas e um enorme ecossistema de soluções de ciclo de vida para manter e apoiá-la".

    Em relação às novas entregas de aviões, os analistas dizem que 44% serão voltadas para a substituição de aeronaves antigas, enquanto o resto será para acomodar o crescimento do tráfego. Juntos, os novos jatos vão apoiar uma indústria em que o tráfego de passageiros crescerá em média 4,6% e o tráfego de carga crescerá em média 4,2%. Considerando os novos aviões e os jatos que permaneceriam em serviço, a frota comercial global deverá atingir 50.660 aviões até 2038. Esta é a primeira vez que a frota projetada atinge a marca dos 50 mil.

    O maior segmento de aviões continua sendo o de  aeronaves de corredor único, como o 737 MAX, pois a projeção é que as operadoras precisem de 32.420 novos aviões. Esse mercado de US$ 3,8 trilhões é impulsionado em grande parte pela força constante das companhias aéreas de baixo custo, pela demanda robusta de substituição  e pelo crescimento contínuo no mercado da Ásia ePacífico.

    No segmento de fuselagem larga, a Boeing prevê uma demanda por 8.340 aviões novos de passageiros avaliados em mais de US$ 2,6 trilhões nos próximos vinte anos. A demanda por fuselagem larga é impulsiinada em parte por uma onda significativa de aviões antigos que precisarão ser substituídos em alguns anos. Com uma intensificação da demanda por aeronaves maiores, a expectativa é que as operadoras precisem de 1.040 novos cargueiros ao longo do período da previsão.

    Entregas de novos aviões até 2038 por tamanho

    A frota global de aeronaves continuará gerando uma demanda significativa por serviços de manutenção de aviação, incluindo apoio à cadeia de suprimentos (logística de peças e peças), serviços de manutenção e engenharia, modificações de aeronaves e operações de companhias aéreas. Nos próximos 20 anos, a Boeing prevê um mercado de US$ 9,1 trilhões para serviços de aviação comercial, com crescimento anual de 4,2%.

    "Este é um mercado muito dinâmico e empolgante, impulsionado por novas tecnologias e um desejo incansável por maior eficiência, confiabilidade e segurança", disse Tinseth. “Em termos de tecnologia, vemos operadoras usando drones para inspecionar aviões e fabricantes investigando dados analíticos para obter insights para melhorar a manutenção e o desempenho dos aviões. Acima de tudo, as operadoras querem fornecedores que entreguem soluções que as ajudem a atender seus clientes com mais eficiência e confiabilidade”.

    As principais categorias na previsão de serviços incluem o mercado de US$ 2,4 trilhões para manutenção e engenharia, que contempla as tarefas necessárias para manter ou restaurar a aeronavegabilidade de uma aeronave e seus sistemas, componentes e estruturas. Outra categoria importante é o mercado de US$ 1,1 trilhão para operações de voo, que abrange serviços associados à cabine de pilotagem, serviços de cabine, treinamento e gerenciamento de tripulação e operações de aeronaves.

    Serviços de aviação comercial até 2038 por categoria de serviço

    A região Ásia-Pacífico, que inclui a China, continuará a liderar o crescimento futuro, respondendo por 40% do total de entregas de aviões e 38% do valor total dos serviços. A América do Norte e a Europa completam as três principais regiões de crescimento futuro.

    Mercado comercial até 2038 por região

    Em todo o mundo, a frota comercial crescente exigirá uma maior oferta de pilotos, técnicos e tripulações. A Perspectiva de Mercado para Pilotos e Técnicos (Boeing Pilot e Technical Outlook)de 2019 prevê que a indústria da aviação civil precisará de quase 2,5 milhões de novos funcionários entre agora e 2038.

    O documento Perspectivas de Mercado da Boeing é a mais tradicional previsão de demanda de aeronaves, sendo considerado a mais completa análise da indústria de aviação comercial. O relatório completo e outras previsões da Boeing podem ser encontrados em https://www.boeing.com/commercial/market/ .

    Informações prospectivas estão sujeitas a riscos e incertezas

    Certas declarações neste comunicado podem ser "prospectivas" dentro do significado da Private Securities Litigation Reform Act de 1995 (Lei de Reforma de Litígios de Títulos Privados). Palavras como "espera", "prevê", "projeta", "planeja", "acredita", "estima" "e expressões similares são usadas para identificar essas declarações prospectivas. Exemplos de declarações prospectivas incluem declarações relacionadas a nossos planos futuros, perspectivas de negócios, condição financeira e resultados operacionais, bem como qualquer outra declaração que não esteja diretamente relacionada a qualquer fato histórico ou atual. As declarações prospectivas são baseadas em suposições atuais sobre eventos futuros que podem não ser exatos. Estas declarações não são garantias e estão sujeitas a riscos, incertezas e mudanças em circunstâncias que são difíceis de prever.

    Muitos fatores podem fazer com que os eventos reais sejam substancialmente diferentes dessas declarações prospectivas, incluindo as condições econômicas nos Estados Unidos e em todo o mundo, as condições gerais do setor, pois podem afetar a nós ou nossos clientes, e outros fatores importantes divulgados anteriormente e de tempos em tempos em nossos registros na Securities and Exchange Commission. Declarações prospectivas são válidas somente a partir da data em que são feitas e não assumimos nenhuma obrigação de atualizar ou revisar qualquer declaração, exceto conforme exigido por lei.