A Boeing acredita em incentivar o ensino de ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM, na sigla em inglês), como forma de preparar a geração de hoje para se tornar líder no segmento aeroespacial de amanhã. Para tal, emprega uma abordagem holística que contempla diversos níveis educacionais. No Brasil, a Boeing tem alinhado sua expertise e experiência às aspirações do país em relação à competitividade e inovação. Para tanto, estabeleceu parcerias que atendem estudantes desde a pré-escola até a universidade.
  • Programa Ciência sem Fronteiras: A Boeing apoia estudantes brasileiros de engenharia aeroespacial e aeronáutica que participam do programa Ciência sem Fronteiras nos Estados Unidos oferecendo estágios em parceria com o Instituto Internacional de Educação (IIE, na sigla em inglês) e com a Future of Flight Foundation. Durante o programa de estágio na Boeing os estudantes viajam pelos EUA visitando as instalações da empresa, onde podem ver de perto as operações da companhia e a aplicação prática do que estudaram durante o ano que cursaram nas universidades americanas, além de interagir com líderes da Boeing. Desde o lançamento do programa, em 2011, a Boeing já patrocinou 71 alunos, sendo 14 em 2012, 32 em 2013 e 25 em 2014. Os resultados dessa parceria podem ser vistos em um vídeo com a participação dos estudantes que fizeram parte do programa em 2013. Para assistir, basta acessar o link: http://www.boeing.com.br/Multimidia#gallery/Ciência sem Fronteiras
  • SAE Brasil AeroDesign: Desde 2012 a Boeing anunciou a parceria da Competição SAE Brasil AeroDesign. Este evento anual reúne centenas de estudantes de engenharia de diferentes partes do Brasil com o objetivo de elaborar, construir e testar aviões de controle remoto que precisam voar dentro dos critérios e restrições estabelecidos pela competição. Em 2013, alunos brasileiros de engenharia, patrocinados pela Boeing, venceram a competição internacional SAE AeroDesign. Uma das 75 equipes de todo o mundo, a equipe vencedora da Universidade Federal de Minas Gerais construiu um avião com rádio controle com asas com envergadura de 3,6m e com capacidade de carga de até 16 kg – um novo recorde mundial.
  • Instituto Ayrton Senna: A Boeing apoia o programa SuperAção do Instituto Ayrton Senna, instituição focada na geração de oportunidades para crianças brasileiras através da educação. A doação da Boeing tem impacto direto na vida de 161 mil alunos entre o 6º e 9º ano. As crianças aprendem a trabalhar em equipe e buscam a solução de problemas usando a matemática e a ciência para criar projetos para ajudar a minimizar os desafios que suas escolas e comunidades enfrentam;
  • Sid, o Cientista: Em 2013 a Boeing implementou o programa Sid – O Cientista em duas pré-escolas bilíngues na cidade do Rio de Janeiro. O programa tem por objetivo apoiar o aprendizado de crianças de 3 a 5 anos através da parceria entre pais e professores para criar um clima de “curiosidade”. O personagem Sid encoraja as crianças a pensar, falar e trabalhar como cientistas instigando a curiosidade natural que têm para com o mundo ao seu redor. Desta forma, Sid contribui, também, com a prontidão destas crianças para a escola ao trabalhar suas habilidades intelectuais, motivação e autoconfiança. Em janeiro de 2014, a Boeing e a cidade de São Paulo começaram a implantar o mesmo projeto em duas escolas de educação infantil da cidade.
  • Solidariedade: Em janeiro de 2011, quando o país sofreu um dos seus piores desastres naturais – uma série de enchentes e deslizamentos de terra na região serrana do Rio de Janeiro que causaram ao menos 903 mortes- a Boeing doou ao Brasil a quantia de US$ 183.079, sendo US$ 50.000 da própria empresa e US$ 143.079 arrecadados pelos seus funcionários.